As coroas da Páscoa – Ascensão e Pentecostes

R$4,00

As coroas da Páscoa – Ascensão e Pentecostes trata do significado da Ascensão e de Pentecostes para, em seguida, provocar atitudes concretas na vida cotidiana pessoal e comunitária.

Temos assim uma reflexão pascal que abrange da Ascensão ao domingo de Pentecostes. Na verdade, muitas e diversificadas reflexões, embora rápidas, que nos levam a entender, e interiorizar, o mistério de Jesus em nossa vida.  Trata-se de uma excelente catequese, esclarecedora e abrangente. E também libertadora. Na verdade, ajuda-nos a superar sentimentos mesquinhos, pequenos remorsos, colocando-nos perante o infinito amor de Deus Pai em Jesus e no Espírito Santo: Deus Pai quer salvar-nos, e só nós podemos impedir nossa felicidade eterna.

Ascensão: “Vou preparar-nos um lugar”; “para onde eu vou, vocês irão também”.
Pentecostes: “O Espírito da Verdade vos conduzirá à verdade plena”; “recebei o Espírito Santo”. (56 páginas)

 

Comparar
Categorias: ,
Apresentação

Descrição

As coroas da Páscoa – Ascensão e Pentecostes trata do significado da Ascensão e de Pentecostes para, em seguida, provocar atitudes concretas na vida cotidiana pessoal e comunitária.

Temos assim uma reflexão pascal que abrange da Ascensão ao domingo de Pentecostes. Na verdade, muitas e diversificadas reflexões, embora rápidas, que nos levam a entender, e interiorizar, o mistério de Jesus em nossa vida.  Trata-se de uma excelente catequese, esclarecedora e abrangente. E também libertadora. Na verdade, ajuda-nos a superar sentimentos mesquinhos, pequenos remorsos, colocando-nos perante o infinito amor de Deus Pai em Jesus e no Espírito Santo: Deus Pai quer salvar-nos, e só nós podemos impedir nossa felicidade eterna.

As coroas da Páscoa – Ascensão e Pentecostes

A Ascensão de Jesus é a festa da coerência que o fez fiel em todo o caminho que garantiu a História da Salvação (Lc 24, 44-45). Ele volta ao Pai como o fiel! Por isso, Lucas atesta que Jesus é exaltado pelo Pai (At 5,31).
A Ascensão é conseqüência da Ressurreição. Sem a Ressurreição, o projeto do Pai e a missão de Jesus não se teriam realizado. Nem o Espírito Santo poderia ser comunicado. A Ascensão é, pois, uma festa Pascal.
Jesus insistia: primeiro, ele deve voltar ao Pai; segundo, para ambos enviarem o Espírito Santo (Jo 14, 15-29; 16,7).
Na Ascensão, Jesus Cristo volta ao céu diferente de quando ele desceu à terra. Quando ele nasceu, um ser divino se fez humano; na volta, um ser humano se fez divino. Quem se fez carne e gente, retorna como carne e gente. É algo muito novo no céu!

Pentecostes são os cinqüenta dias em que celebramos a Páscoa da Ressurreição. Pentecostes é palavra grega que significa cinqüenta. Não significa o Espírito Santo. A comunicação do Espírito Santo aconteceu em momento grandioso, no quinquagésimo dia da Páscoa.
A Festa Judaica dava ênfase ao encerramento das sete semanas da festa da colheita. Para os cristãos, o fruto que colhemos da Páscoa de Jesus Cristo é o Espírito Santo. É o Amor.
No último dos cinqüenta dias da Páscoa, nós fechamos o período de festas, com o fruto exclusivo da Páscoa: o Amor do Pai e do Filho derramado sobre nós. É o Espírito Santo.

Ascensão: “Vou preparar-nos um lugar”; “para onde eu vou, vocês irão também”.
Pentecostes: “O Espírito da Verdade vos conduzirá à verdade plena”; “recebei o Espírito Santo”. (56 páginas)

 

Tempo Pascal I

Padre Augusto no youtube

Informação adicional

Peso 0.08 kg